o humor e as notícias mais sacanas da web
Sexta-feira, 02 de Março de 2012

Os palavrões são criados para prover o nosso vocabulário de expressões que expressem com maior ênfase nossos mais profundos sentimentos. Como o Latim Vulgar, será esse Português "Vulgar" que vingará plenamente, sem que isso signifique a "vulgarização" do idioma.


Senão, vejamos: Qual expressão traduz maior idéia de quantidade do que "pra caralho"? "Pra caralho" tende ao infinito. ‘A via-láctea tem estrelas pra caralho’; ‘o sol é quente pra caralho’; ‘o universo é antigo pra caralho’; ‘eu gosto dela pra caralho’...
Entendeu ou quer que eu desenhe?

No gênero do "pra caralho", mas expressando a mais absoluta negação, está o "nem fodendo!". Seu filho pentelho te atormenta pedindo o carro? Solte logo um  “NEM FODENDO!", que o impertinente se manca na hora.


Por sua vez, o "porra nenhuma!" atendeu tão plenamente às situações que exigiam tanto uma negação quanto o justo escárnio a descarados blefes, que hoje é impossível imaginar viver sem ele. Como expressar a idiotia do chefe senão com um "é capaz porra nenhuma!". O "porra nenhuma", como vêem, nos provê sensações de bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a justa denúncia pública de um canalha.

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade única de um "Puta-que-pariu!" e do seu correlato "Puta-que-o-pariu!", falados assim, ca-den-cia-da-men-te, sílaba por sílaba... Diante de uma notícia irritante um Puta-que-o-pariu! dito assim te coloca outra vez em seu eixo.


Seria tremendamente injusto, em que pesem ainda inexplicáveis e preconceituosas resistências à sua palavra-raiz, não registrar aqui expressão de maior poder de definição do PV (Português Vulgar):
"O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"? O "foda-se!" aumenta nossa auto-estima, nos torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas. Nos liberta.
"Não quer sair comigo? Então foda-se!."
"Vai querer contestar esse texto? Então foda-se!"
O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição brasileira!

publicado por Assi Sales às 05:30

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...