o humor e as notícias mais sacanas da web
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2012

As autoridades judiciais do Tennessee informaram que o caso do professor acusado de sentar na boneca  vai ser levado a julgamento em dezembro, para alívio do Papai Noel.


Em uma audiência preliminar, a "vítima" do docente foi mostrada pelas autoridades diante do tribunal, mas, certamente devido ao seu estado físico e emocional, não lhe foi possível dizer ‘mamãe’ um ai.


Para os que não leram a matéria, não sabem da ocorrência, nem dão a mínima ao fato, o professor foi preso em Spring Hill, acusado de sentar na boneca num matinho próximo a uma escola, onde, de acordo com a polícia, podia ser visto por todos que estavam no estabelecimento.


Um policial relatou minúcias do caso no tribunal: ‘Ele estava totalmente nu e eu notei seus quadris rebolando freneticamente’ – disse – ‘Eu podia ver a penugem loira e a cabecinha, chegando a pensar que “sentar na boneca”, no caso, não fosse algo tão denotativo.’


Torroll disse que tem déficit de atenção um parafuso a menos e não pode controlar seus impulsos carnais. Seu advogado, Casey Virgem Long, disse à TV que seu cliente é uma boa pessoa bisca, mas não queria prejudicar ninguém com seu ato, nem mesmo a boneca.


O professor vai esperar o julgamento em liberdade, por ser primário, mesmo que em sentido não conotativo já tenha sentado em muito “brinquedinho” por aí.

publicado por Assi Sales às 03:00

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011

Um professor de 56 aninhos foi preso em flagrante fazendo “enxerimento” com uma Barbie, próximo a um jardim de infância.


De acordo com a polícia, o homem estava sentando na boneca em um local onde podia ser visto pelas criancinhas da escola, que certamente ficariam traumatizadas se vissem a cena.


Torroll foi detido, taxado de indecente, e recebeu uma ordem para manter distância da escola (e da boneca).

publicado por Assi Sales às 11:01

Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

Face ao imenso interesse público por tão “edificante” matéria que postei no ‘Eca!’, meu blog “assassinado” pelo Google, para deleite dos internautas pervertidos, decidi reeditá-la.
Tendo exposta publicamente a sua vida dupla, em entrevista dada ao ‘Sui Generis’, Benedicto Garrotte disse que não se envergonha nem um pouco do que faz.

A profissão paralela do michê professor de educação sexual foi descoberta por alunos descarados que, procurando putarias na internet, deram de cara com fotos mais que reveladoras de Garrotte em um site onde ele se apresentava como "Johnny Jegg".

O jegue professor aloprado assumiu que trabalhava como ator pornô e garoto de programa, e porque salário de professor não dá camisa a ninguém, nem sempre usou camisinha nos filmes em que fez toda sorte de estripulias com gatos, cachorros, periquitos, papagaios e o diabo a quatro, apesar de viver apregoando a prática de sexo seguro para os adolescentes, agora seus fãs de carteirinha.

Após a fatídica descoberta, o professor Garrotte foi suspenso pela direção da escola, que ao ver o instrumento que ele usava para apontar a lousa, ficou alarmada.

Segundo o próprio Garrotte, ele começou a ser Jegg em filmes pornôs quando ainda era estudante, ganhando 300 libras por cena, e somente ao se tornar professor no assunto é que foi contratado pela direção da escola que agora o discrimina.

Vá se fiar nesses professores estabelecimentos educacionais!
publicado por Assi Sales às 06:58

Quarta-feira, 04 de Maio de 2011

No Brasil, todos falam da situação caótica da Educação, e os docentes, confundindo alhos e bugalhos, põem a culpa nos baixos salários que recebem. Pois, senhores "educadores", saibam que existem colegas seus em situação muito pior que as suas, mesmo em país dito de "primeiro mundo".

Conforme reportagem do "Atlanta Journal Constitution", no estado da Geórgia (EUA), um professor foi pego caminhando nu nos corredores da escola onde leciona, porque, segundo ele, seu salário não dá sequer para ele comer, imagine então pra comprar roupas! Sorte que, em virtude da alta evasão escolar, não havia alunos no momento do seu levante, pois teriam visto a "coisa preta".

O professor foi preso, acusado de exposição indecente, como se indecente não fosse o salário que lhe é pago. Ele foi levado para uma cadeia indecente com uma fiança fixada em indecentes US$ 2 mil.

Então, "educadores" brasileiros, pela vista e revista má qualidade do vosso conhecimento/ensino, não acham que estão sendo mais que regiamente pagos?! 
publicado por Assi Sales às 02:15

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...