o humor e as notícias mais sacanas da web
Segunda-feira, 19 de Março de 2012

Aconteceu em Goiana, cidade no interior de Pernambuco.


O delegado registrava a queixa de uma moça que se dizia deflorada pelo namorado. Na ausência de médico na cidade, pediu um laudo, por escrito, a uma parteira afamada da região para anexar ao processo.
Eis o laudo da profissional:


‘Eu , Maria Francisca da Conceição, parteira oficial do destrito de Jenipapo, declaro para o bem do meu ofício que, examinando os baixos fudetórios de Maria das Merces, constatei manchas arrôxiadas na altura da críca, que para mim, ou foi supapo de rola ou solavanco de pica.

É verdade e dou fé.’


Enviado pelo Sandro Timm

publicado por Assi Sales às 08:30

Quarta-feira, 14 de Março de 2012

Quando eu partir

E misturar-me à luz do Grande Espírito

Parte de mim será ser infinito

Por que no fim o fim é inacabado

 

Permitam minha alma libertar-se

E o corpo, ao decompor-se, em pó tornar-se

Pra incorporar-se, em átomos, ao Mundo.

 

Assi Sales

 

14 de março - Dia Nacional da Poesia

publicado por Assi Sales às 08:30

Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012

Clique na imagem para ampliá-la

 

Neste Brasil tão imenso
Quando chega o verão
Não há um só ser humano
Que não fique com tesão.

Êta gentinha danada
De cu folote ardido
Por que todo mundo fode
E todo mundo é fodido.

Fodem velhos, fodem velhas
Fode cão, fodem cadelas
E pra deixar o cabaço
Fodem o cú das donzelas.

Fodem moscas e mosquitos
Aranha e escorpião
Fodem pulgas,  carrapatos
Empregada com patrão...

Os brancos fodem os negros
Com grande contentamento.
Os noivos fodem as noivas
Bem antes do casamento...

General fode Tenente.
Coronel, o Capitão.
E o nosso Presidente
Vive fodendo  a nação.

Os freis fodem com as freiras
O padre, com o sacristão
E na igreja dos crentes
O Pastor fode o irmão.

Todos fodem neste mundo
Tendo ou não tendo dinheiro
Tanto é que o Dentista
Fode a mulher do Padeiro.

Parece que a natureza
Vem a todos nós dizer
Que vivemos neste mundo
Somente para foder.

E você, meu nobre amigo
Que  está a se entreter
Se não gostou da poesia
Levante e vá se foder!!!

 

(Autor desconhecido)

publicado por Assi Sales às 05:30

Segunda-feira, 09 de Maio de 2011

Oliveira de Panelas, poeta e repentista Pernambucano, certa vez se deparou com um desafio no mínimo inusitado: Após consertar seu carro na oficina de um amigo e perguntar o preço do serviço, o dono da oficina lhe disse que o conserto ficaria de graça, se ele fizesse um verso falando sobre o seu “órgão sexual”.

Oliveira resolveu brincar com o dono da oficina e descreveu assim o “dito cujo”:


Essa rôla antigamente
Vivia caçando briga
Furando pé de barriga
Doidinha pra fazer gente
Mas hoje tá diferente
No mais profundo abandono
Dormindo um eterno sono
Não quer mais saber de nada
Com a cabeça encostada
Na porta do cú do dono

Já fez muita estripulia
Firme que só bambu
Mais parecia um tatu
Fuçava depois cuspia
Reinava na putaria
O priquito era seu trono
Trepava sem sentir sono
E sem precisar de escada
Mas hoje vive enfadada
Na porta do cú do dono

Nunca mais desvirginou
Uma mata vaginosa
Há muito tempo não goza
A noite de gala passou
Vive cheia de pudor
Sonolenta e sem abono
Faz da ceroula um quimono
E da cueca uma estufa
Vive hoje à cheirar bufa
Na porta do cú do dono

Colaboração: Cibele Sales
Gostou? Sinta-se, então, TAMBÉM "homenageado". Rsrsrs
publicado por Assi Sales às 00:10

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...