o humor e as notícias mais sacanas da web
Sábado, 07 de Julho de 2012

A família de um sujeitinho que bateu a caçoleta durante um ménage a trois acaba de abiscoitar US$ 3 milhões do cardiologista da vítima com o argumento de que este não o avisou sobre a necessidade de evitar atividade física aquilo naquilo.

W. Martinez, 31 anos, casado e pai de dois filhos, esticou as canelas fazendo “sanduíche” com uma amiga e uma outra pessoa, que, segundo relatos, não era menos dotado que um cavalo. Dias antes, Martinez visitara o médico reclamando de dores no oiti e do braço amortecido. Ele deveria retornar para uma bateria de exames, mas a oportunidade da suruba surgiu e ele não se fez de rogado.

Os advogados da família de Martinez apresentaram um processo contra o cardiologista, argumentando que ele não alertou ao “salsicha” que não se permitisse atividades extraCUrriculares antes dos exames, porque a pressão na veia bostareal, assim como o entupimento desta, iria levá-lo à cidade dos pés juntos.

A indenização requerida foi de US$ 5 milhões, mas os jurados diminuíram o valor para US$ 3 milhões, ao saberem que Martinez não tinha estrutura suficiente para suportar bisnaga de ketchup. Os advogados do cardiologista disseram que iriam recorrer da sentença.

publicado por Assi Sales às 03:00

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

No confessionário...

- Padre, o senhor lembra do Mário?

- Aquele que te “pegou” atrás do armário?

- Não é nada disso, padre. O que eu quis perguntar foi se o senhor soube que o Mário morreu...
- Ah, filho! E o que aconteceu com ele?
- Ele vinha me visitar e, como de hábito, dirigia a toda velocidade. Quando chegou, ao tentar parar, os freios falharam e o carro chocou-se violentamente na mureta lá de casa. O pobre foi lançado pelo teto solar e acabou se arrebentando contra a janela do meu quarto, no segundo andar.
- Virgem Santíssima, que modo horrível de morrer!
- Não, padre! A isso o Mário sobreviveu. Ele caiu no chão do meu quarto, todo fodido, sangrando e coberto de vidro. Pior foi quando ele tentou se levantar e pegou na maçaneta do meu guarda-roupa. É um guarda-roupa antigo, pesadíssimo. Quando ele estava se erguendo, o guarda-roupa, que estava com um pé defeituoso, desabou em cima dele, amassando tudo quanto foi osso do corpo do infeliz.
- Pobre Mário! Que morte terrível!
- Não, padre.  Isso machucou muito, mas não o matou. Com esforço sobre-humano, ele conseguiu sair de baixo do guarda-roupa e rastejou até a sacada que fica no topo da escada do hall. Ali ele tentou se erguer, mas o seu peso quebrou o corrimão e ele desabou lá embaixo. Dois paus do corrimão quebrado ainda caíram sobre ele e o transfixaram.
- Mas que horror morrer assim!
- Mas não foi isso que o matou, padre. Ele conseguiu arrancar os paus do corpo, engatinhou até a cozinha, e, tentando se içar apoiado no fogão, pegou na alça de uma panela que estava fervendo água e entornou a água fervente sobre ele, o queimando todo.
- Que morte dolorosa, Deus do Céu!
- Não ainda, pois, ele conseguiu sobreviver também a isso. Mas lá estava o desgraçado caído no chão, numa poça de água fervente, quando viu o telefone na parede e deve ter pensado em pedir ajuda. Apoiou-se na parede e, tentando alcançá-lo, meteu a mão na caixa de fusíveis e zap! 10.000 volts o eletrocutaram.
- Meu Jesus Cristinho! Que fim diabólico!
- Não, padre. Nem isso matou o miserável. Ele...
- Espere aí, filho! Afinal, como foi que ele morreu?
- Eu atirei nele.
- Puta merda! Você é louco? Por que atirou no coitado?
- Pôxa vida, padre... O cara estava destruindo a minha casa!

publicado por Assi Sales às 04:30

Terça-feira, 02 de Agosto de 2011

Dois velhos conhecidos meus se esbarram na rua.
- Ôi véi - diz um.
- Há quanto tempo, véi! Como anda o nosso amigo Chico?
- Você não sabe a desgraceira que aconteceu? O Chico foi pego roubando ovos, foi julgado e condenado.
- E daí?
- Ele foi enforcado!
- Meu São Sebastiãozinho! pelos ovos?!
- Não! Pelo pescoço!

publicado por Assi Sales às 14:00

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...