o humor e as notícias mais sacanas da web
Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

Em um shopping de Essex, no Reino Unido, a “estrela” cadente do Big Brother britânico para inglês ver, Chantelle Houghton, no desespero de seus 27 anos, se aboletou na ponta de uma árvore de natal de 16 metros. Travestida de fada boiola, usando um vestido rosa-eclampse longo que lhe encobria as pelancas, Chantelle disputava a chance de ganhar mil libras para gastar em frivolidades.


Mais tarde, numa ortografia de fazer concorrente do ENEM se sentir o must, a lenhadora estrela do reality show confessou, em sua página no Twitter, que estava toda ardida. Ela escreveu: "Onte foi um dos dia mais locos quandu eu fui escanchada na ponta de um pé-de-pau de natal! Eu tava qui num passava um cabelo!”.


Chantelle teve os seus 15 minutos de fama em 2006, por ser a primeira competidora anônima a participar do Big Brother anglo de celebridades do cu cagado.

publicado por Assi Sales às 02:59

Sábado, 10 de Dezembro de 2011

A amacacada estudante, modelo e atriz (atual silogismo para o vocábulo ‘puta’) taiwanesa, Charmian Chen Roupa, pagou um mico danado em uma reserva Indonésia. Ela quase ficou com a macaca de fora depois de ser atacada por um bando de símios tarados, segundo reportagem do  jornal "The Sunga".


A jovem precisou segurar a biriba de um macaco mais afoito para não ficar com o rabo de fora. Fotos da macaquice foram publicadas na web e tornaram Chen Roupa uma celebridade em Taiwan. Ela disse que se surpreendeu com a popularidade ao voltar ao país e ir ao zoológico.

"Os meus dois neurônios estavam de férias e no início as imagens eram apenas engraçadas. Mas, quando voltei para Taiwan, descobri que tinha um monte de amacacados tentando me adicionar como amigo no Facebook. Estou me sentindo a própria Chita no cipó do Tarzan.", afirmou a modelo macaca banana.

Sui Generis: Depois dizem que ‘macaco não olha pro rabo’!

publicado por Assi Sales às 10:30

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011

Mais de 20 modelos artísticos franceses ficaram nus com mão no bolso para exigir melhores salários, mais reconhecimento e a revogação da proibição da "cornet" (nome dado à coisa cônica em que os pintores metem as "gorjetas" dos modelos).


Enquanto alguns homens e mulheres exibiam o que tinham e o que não tinham, outros, constrangidos pela devastadora ação do frio sobre os seus dotes, se envolveram em casacos, xales e lençóis.


- Somos muito fodidos e mal pagos, e sempre pegamos a 'cornet’ dos transeuntes, mas agora querem nos deixar na mão - disse uma manifestante, enquanto seus colegas se vestiam depois da vaia homérica aos seus “dons” pra lá de engelhados. A coisa dos artistas foi considerada pequena em comparação as dos professores, ferroviários e servidores públicos, que são naturalmente mais bem servidos.


Os modelos trabalham para a prefeitura, posando para alunos e artistas profissionais. Christophe Girard, funcionário da secretaria municipal de Cultura, disse que as autoridades se viram obrigadas a proibi-los de pegar a "cornet" porque a prática foi considerada uma imoralidade. Mas afirmou esperar por uma solução.

- Podemos conversar sobre compensar a diferença no que eles levam, e já que até mesmo as putas hoje em dia são profissionalmente reconhecidas, podemos ver se o ministério estaria preparado para considerar o reconhecimento disso como profissão - afirmou.

publicado por Assi Sales às 08:00

Quarta-feira, 16 de Novembro de 2011

A televisão resolveu fazer uma reportagem sobre duas famosas modelos da cidadezinha onde eu moro e um repórter vem  entrevistar a mãe delas.
- Dona Jocota, como é que a senhora explica o sucesso de suas filhas?
- Elas PODEM!
- Mas dona Jocota, como é que do nada elas conseguiram acumular um património tão grande?
- Elas PODEM!
- E a popularidade? Como é que a senhora explica toda a popularidade que elas tem?

- Elas PODEM muito!
- Sim, dona Jocota... Eu não duvido da capacidade delas, mas não daria para a senhora ser mais objectiva?
- Eu já te disse, elas PODEM!
O repórter, percebendo que a velha já não estava batendo bem da cabeça, resolve dar por encerrada a entrevista e agradece:
- Muito obrigado por tudo, dona Jocota... O café estava uma delícia e foi um prazer enorme conversar com a senhora.
- De nada meu PILHO...

publicado por Assi Sales às 05:00

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...