o humor e as notícias mais sacanas da web
Terça-feira, 12 de Julho de 2011

Dia desses, numa casa de espetáculos, um espectador sentiu algo forçar o seu traseiro. Embora a-do-ran-do, quando o show terminou e ele foi obrigado a se levantar, viu estar sentado em algo cuja aparência lhe era muito familiar, a não ser pela pequena nota que tinha afixada: 'Sorria! Você foi libertado.
O Centro de Controle às Minorias, estabelecido em Berlim desde o III Reich, já havia detectado outros casos similares ocorridos em diferentes países, e revelou que foram encontradas outras geringonças dessas em caixas 24 horas e em outras localidades públicas.
‘Rogamos para todo aquele que honre as calças que veste se precaver. Todos os assentos públicos devem ser minuciosamente inspecionados antes de se usá-los, principalmente os de vasos sanitários. Vai que alguém, inadvertidamente, senta numa tralha de dimensões avantajadas... Ui! Recomenda-se uma boa e cuidadosa inspeção visual, manual e oral, antes de sentar e, literalmente, se “ferrar”.
Recentemente, num pulgueiro "de quinta", no nordeste brasileiro, uma “menina”, prestes a se casar com um bofe escândalo, foi picada enquanto via o sugestivo filme ‘A Noite das Cobras. Na etiqueta da tralha estava escrito: 'Bem vindo à família Pink!".
Uma junta médica do SUS afirmou que, apesar dos pesares, a partir de então ela teria uma vida plena de felicidades e poderia muito bem sobreviver à perda do noivo, que a largou quando viu no que ela havia sentado. Mas como médico do SUS não dá uma dentro, a “menina” morreu 4 meses depois, de tanta saudade daquilo que a picara.
Devemos então ter bastante cuidado nos lugares públicos, e pedir que Deus nos ajude a achar no que sentar.
Já aconteceram cinco casos aqui no Brasil. Vamos então ficar de olhos bem abertos, principalmente em banheiros, casas de shows e, especialmente, em estádios de futebol (onde essas estrovengas até bolas têm!).
Por ora, pense em salvar uma vida rosca, remetendo esta mensagem a todos que lhe são queridos.
publicado por Assi Sales às 15:46

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...