o humor e as notícias mais sacanas da web
Quarta-feira, 20 de Junho de 2012

 

 

A bichinha foi ao cabeleireiro que tem seu salão na rua onde eu moro e pediu:
- Escuta aqui, Mona! Eu quero um corte transexual, certo?
- E como é que  é isso, bicha?
- É simples, Mona: corta na frente e pica atrás!

publicado por Assi Sales às 08:00


Porto Alegre (RS Paraiso das Bibas) - Uma mãe de santo transexual de 50 anos foi “despachada” em frente à sua própria casa.Três homens meteram fogo no carro de Patrícia de Oyá, bem às vistas dos orixás. Ao sair do roncó para “oiá” o que estava acontecendo, a mãe de santo genérica - cujo nome no RG era Pedro Alcir (Pedrão, para os íntimos) - levou quatro balaços nos peitos.


A Mãe Menininha do Gontois dos pobres chegou a ser socorrida com passes, mas não resistiu à perda de silicone e cantou pra subir antes de dar entrada na casa de saúde. De acordo com a PM, Patrícia de Oyá já havia recorrido à Lei Maria da Penha (!) por causa de ameaças.


Patrícia de Oyá era o must da macumba na região e era a organizadora da tradicional procissão de Iemanjá, onde anualmente saia fantasiada de sereia.


Na sexta-feira após o crime, policiais militares realizaram buscas nas encruzilhadas para localizar os eguns que fizeram o “despacho”.

publicado por Assi Sales às 05:30

Segunda-feira, 18 de Junho de 2012

Alagoinha (BA) - Os policiais da CACETO prenderam Edvanio Pereira Pinho, que, não bastasse os seus sobrenomes de madeira (‘Pereira’ e ‘Pinho’) é biba a dar com pau, porque, com fogo no rabo, transformou em tocha humana a Erick Patrick Vila Flor, uma “flor” de menino.


Com 70% do corpo queimado, mais preto que nunca, Erick foi socorrido pela equipe da SAMU e encaminhado para o Hospital Dantas Bião, mas não resistiu aos ferimentos e esticou as canelas.

 

 

Pesa contra a biba assassina outro crime que praticou há muitos ânus anos matando um homem que “rezava” com ele ao lado de uma igreja evangélica.


Edvanio também é acusado de tentar matar um parente há dois anosânus.

publicado por Assi Sales às 12:35

Quarta-feira, 13 de Junho de 2012

A Guarda Civil flagrou 22 mil coisinhas indefiníveis durante a 16ª Parada Gay de São Paulo. Entre os itens observados, 3,5 mil anatomias com suspeita de adulteração.


31 pessoas foram detidas por comercializar  de cabos a  rabos genéricos. Houve ainda duas ocorrências de suadouro (roubo) e três pessoas em situação de risco de virar o disco.


- O foco da fiscalização foi o trottoir ambulante e a coibição de danos ao “patrimônio” siliconizado das “meninas”. Sessenta go go boys guardas atuaram de forma nada velada na identificação de machões enrustidos - confessou o secretário de Segurança.

publicado por Assi Sales às 07:45

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

 

EUA – Subindo nas tamancas, um adolescente baitolinha que, por uma ironia do destino, mora em Maryland (Terra das Marias), está acusando a direção de sua escola de discriminação depois de ter sido suspenso por usar uma saia para ir à aula.

 

Warren “Monique” Evans - bissexual assumido bicha a dar com pau - foi posto para fora da escola por estar vestido “para matar”.

- Eu me sinto o “O” por eles terem criado tamanho auê só por eu estar vestindo uma saia - disse ele, em entrevista ao canal ‘NBC de 4’ – Imaginem então se eles soubessem das coisas que acontecem no banheiro daquela espelunca!

 

Com o cu na mão, já que têm “culpa no cartório”, os funcionários da escola não quiseram comentar a declaração do aluno, mas o ditatorial código de repressão do local reza que cabe aos estilistas professores decidir se as roupas dos alunos ou cortes de cabelo são adequados.

 

Evans, que como boa “mulher” não quis revelar sua idade, disse que o manual não é específico o suficiente.

- Ele não diz em lugar algum que os meninos não podem se vestir como garotas - disse o travequinho, rodando a baiana, vestido de saia pink, blusa preta e salto alto.

publicado por Assi Sales às 05:30

Terça-feira, 06 de Março de 2012

A TV Correio veiculou o vídeo mostrando o assassinato de um veado. O delito ocorreu em Campina Grande, PB. O crime não foi considerado pela “justiça” como homofóbico, mas tem um detalhe já banalizado, que é o fato de um menor envolvido.


Mas, puta que o pariu! Neste país de hipócritas a defesa incondicional dos “de menor” é mais que revoltante! Não se pode sequer dar nome aos bois, pois somos obrigados a tratar os bandidinhos por “infratores”, sob pena de sermos considerados bandidos.


A Justiça é cega e quem elabora as nossas “leis” são umas mulas.  A impunidade aos filhos da puta é uma das principais causas do aumento da criminalidade, já que menor infrator resulta em maior bandido, e é só aí que a sociedade récua de quadrúpedes percebe que tem um problema. O maior é visto como monstro, o menor é visto como um pobre inocente. Assim não dá, legisladores estúpidos!

publicado por Assi Sales às 07:00

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...