o humor e as notícias mais sacanas da web
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Este ano, o meu primo ganhou um convite para o baile de máscaras da prefeitura. Na noite do baile, a estraga prazeres esposa dele, alegando indisposição, disse que ia tomar um comprimido e dormir, mas que não havia motivo para ele perder a festa.
Após ele sair, como o trouxa não sabia qual é a máscara dela, achando ser uma boa oportunidade de saber como o marido se comporta quando ela não está por perto, foi atrás dele. Chegando ao baile, vendo o marido mascarado com uma periguete, se insinuou até ele largar a outra e deixou-o fazer-lhe o que bem quis porque, afinal, ele é seu marido. Terminaram indo para o mato e trepando como loucos, sem tirarem as máscaras. Depois, sem se revelar, ela foi para casa.
Logo que o meu primo chegou em casa, ela perguntou-lhe:
- Então, divertiu-se muito?
- Que nada! – disse ele - Sabes que eu nunca me divirto quando não estás.
Ela, sarcástica:
- Dançou muito?
- Que nada! A caminho da festa encontrei o Assi e fomos para a casa dele. Ficamos lá a noite toda! Mas vou te contar... O cara a quem emprestei a minha máscara jura que teve uma noite do cacete...

 


O meu primo, mais bêbado do que nunca, entrou na contramão e o guarda o deteve:
-Onde é que o engraçadinho pensa que vai?
-Bom, véi. . . Eu ia pr’uma festa, mas parece que ela já acabou... Tá todo mundo voltando!

publicado por Assi Sales às 05:30

Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

Este ano resolvi escancarar no baile à fantasia que a prefeitura da cidade onde eu moro promove a cada carnaval e, ao chegar à porta do clube com as mãos a cobrir o “passarinho”, entre escandalizado e curioso o porteiro interceptou-me:
- Porra! Véi, você vem fantasiado de quê?
- De provérbio!
- De provérbio?
- Sim, seu ignorante: Mais vale um na mão que dois voando!

 


(Eu sou tão feio, mas tão feio que quando fui comprar uma máscara para o carnaval só me venderam os elásticos).

publicado por Assi Sales às 05:30

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

Terça de carnaval, uma mocinha de família da minha cidade, totalmente nua, entra em um bar e pede uma dose dupla de cachaça. O barman, antes de servir, dá uma boa olhada na cabocla. Ela pede outra dose e ele torna a olhá-la minuciosamente. Quando ela pede a terceira, vendo que o cara volta a regulá-la, pergunta:
- Tá olhando o quê, véi? Nunca viu uma mulher pelada?
- Claro que já vi – diz ele - o que me intriga é o lugar onde você guarda a grana pra pagar os drinques...

 

publicado por Assi Sales às 08:30

Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

 

Carnaval é uma tortura. Existem vários motivos para detestá-lo, dentre os quais:


LECI BUNDÃO
A Leci volta à transmissão do Grupo Especial das Escolas de Samba. Mas pra que essa mulher tá voltando? Pra ficar pedindo a benção daquela velharada das favelas "comunidades" que ninguém conhece? Aff!

GLÓRIA ‘Aff!’ MARIA
Outra mala sem alça da transmissão da Globo, que, basta a Mangueira entrar no Sambódromo, começa a disparar abobrinhas do tipo: "Só a Mangueira pode fazer um desfile como esse", "Só a Mangueira pode mostrar essa raça”... "Só a Mangueira isso...", "Só a Mangueira aquilo..." Mangueira é o caralho!!! Agora como é que a criatura consegue ver tanta coisa na Mangueira, se todo desfile é igual?

TROCADILHOS COM A “MANGUEIRA”
No Carnaval, voltam os trocadilhos ridículos e infames com a Estação Primeira: "E aí, você viu a Mangueira entrar?", "Gostou da minha Mangueira?" e outras pentelhices do
gênero.

O NHÉMNHÉMNHÉM DA DONA ZICA
Todo carnaval é a mesma merda!!! Do nada, surge a Dona Zica, sempre em dois momentos. O primeiro: quando a Mangueira entra (Pronto! Já comecei a fazer a porra do trocadilho), ela aparece toda emocionada, falando do Cartola. O segundo: quando a Mangueira perde, ela aparece reclamando dos jurados e dizendo que a escola foi garfada de novo porque só ganha escola que tem bicheiro. Alguém duvida que, mesmo falecida, ela não dê um “jeitinho” de aparecer na Sapucaí?

O RAMERRÃO DO JAMELÃO
Outro chato de galochas botas batidas! Vivia dizendo que não era puxador de samba, que era intérprete e coisa e tal... Intérprete é o caralho!!! Intérprete é o cara que aparece cantando o ano inteiro, mesmo que seja no mala do Faustão ou no boiola do Gugu! Periga a alma dele vir do além e, causando interferência nos microfones, repetir ad infinitum o seu lenga-lenga.


OS “PORRES” DO CAMAROTE DA BRAHMA
A maior concentração de putas e baitolas celebridades instantâneas por milímetro quadrado do Sambódromo estará lá, cagando pela boca, dizendo que adoram o Carnaval, que é uma grande festa popular e outras merdas. E que é pior: eles vão repetir tudo pra Revista Caras!

AS GALINHAS DE BATERIA
Todos os anos, toneladas de galinhas que não sambam porra nenhuma vão ciscar como Rainhas de Bateria. Umas arrumam uma boquinha numa novela, outras uma boquinha numa revista de mulher pelada... mas pra arrumar essas boquinhas, a gente sabe aonde a boquinha de cada uma delas vai primeiro.

OS REPÓRTERES MEIA-BOCA
A profissão que todo mundo pediu a Deus!!! Basta a criatura saber fazer uma só pergunta: "E aí? Tá se divertindo?" Simples assim.


A GLOBELESA
Já deu o que tinha que dar, menos pro Hans Donner, é claro, pra quem ela continua dando... Se bobear, nós já vimos mais a Valéria Valenssa (com dois "S", como qualquer nome de pobre que se preze) sem roupa do que o próprio gringo que ainda está com a lesa.

A MERDA NA BAHIA
Aquela cambada de gente negros afrodescendentes enchendo o cu de cana, se sarrando, um futum dos diabos... E neguinho querendo te convencer que aquilo é o Carnaval "de verdade"! Deus do Céu! Aquilo lá é uma sucursal do inferno!!! Mas, enfim, atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu é idiota!!!

E ainda tem também o Desfile das Escolas do Túmulo do Samba (São Paulo). Mas nem vou me dar o trabalho de falar dessa bosta. Se desfile já é chato no Rio, que dirá desfile de escola de samba de Sampa!

 

publicado por Assi Sales às 10:00

Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

Época de carnaval, vários conterrâneos meus, biriteiros profissionais, saem num bloco de sujo. Numa dessas ocasiões, fantasiada de oncinha, uma bicha velha cantava enlouquecida:" Alalaô, ôôô ôôô. Ai que calor... "

No meio da farra, um caboclão “sarado” metido em uma fantasia de caçador, já não aguentando mais a fechação da bicha, apontando-lhe a sua arma de brinquedo, disse ‘bang’, e a bicha, mais dramática que uma cantora de ópera, deu um show de viadagem, até cair "morta" no chão.

O caboclo, amatutado, decerto achando que matara mesmo a bicha, correu até ela, disse que era brincadeira e pediu-lhe para se levantar e se divertir, mas a bicha abriu um olhinho, virou-se pra ele e disse:
- Nananinanão, bem... É a lei da selva. Matou, agora vai ter que comer.
...........................................


Por que o carnaval baiano não deu certo em meu município? Poque assim que andou 100 metros a tomada do trio elétrico se soltou!

publicado por Assi Sales às 08:30

Quinta-feira, 09 de Fevereiro de 2012

Folião  "hors concours"
Outros foliões
Acessórios de maior saída no comércio
Destaques de bloco de rua
Carros alegóricos (Corso carnavalesco)
publicado por Assi Sales às 10:15

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...