o humor e as notícias mais sacanas da web
Terça-feira, 16 de Agosto de 2011

 

Um museu que exibe de falos gigantescos de africanos a microscópicos testículos de japinhas, acaba de colocar em exibição seu primeiro exemplar brasileiro. Trata-se do pênis que pertencia a um indivíduo que fodeu os contribuintes brasileiros e, orgulhoso disso, prometeu doar seu bilau para a instituição. 'Tive que esperar por ele 8 anos', ironiza Sigurdur Hjartarson, o museólogo, recordando seu amigo, que era um pioneiro do turismo no ABC paulista e um célebre sindicalista.


Apesar de ser louco pela fruta, um visitante indiscreto disse que "se decepcionou muito com o exemplar do homo lula". 'Não tem importância. Era de um idoso, mas logo terei um mais jovem, maior e menos gasto', afirma o dono do museu. Ele já recebeu promessas de doação de várias bibas, inclusive de uma que prometeu doar sua peça ainda em vida.


'Este é o maior', afirma o fundador e curador do museu, referindo-se a um pinto preto grande como um tronco. Trata-se do pênis de Motumbo, que pesa horrores, mede 170 centímetros e parece um cipó preto. E este é apenas um dos 276 espécimes. O museu fica no norte da Islândia. Neste templo da virilidade, longos exemplares secos decoram as paredes.

 

Hjartarson iniciou sua exótica coleção quando, ainda criança, ganhou um pênis seco de touro. Em seguida, foi ganhando outros tipos. Vinte e quatro anos depois, ele abriu o museu. Todos os verões (no inverno os bilaus dão uma encolhidinha), cerca de 11.000 pessoas visitam o estabelecimento, e a frequência aumentou desde que um pênis brasileiro foi acrescentando à coleção. Os visitantes se estabacam de rir ao vê-lo.

publicado por Assi Sales às 09:48

Vai te matar
Deo a 12 de Julho de 2013 às 10:26


linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...