o humor e as notícias mais sacanas da web
Domingo, 01 de Julho de 2012

Quênia (África) - Rolou um tremendo barraco em Gucha quando a mulher de um sapateiro largou a sua barraquinha de frutas e saiu para tomar uns gorós  com outro cara.  Alertado pelas futriqueiras, o lambe-sola fechou a lojinha e, com os chifres fumegando, foi atrás da mulher e encontrou a vadia bebaça, se atirando nos braços de quem quisesse. Furioso, o remendão encheu-a de sopapos e, aos berros, ou não sabendo ou não lembrando mais a serventia do gênero feminino, perguntou o que ela estava indo fazer com outro homem.

Cansada de levar bordoadas, a fruteira arrancou toda a roupa e ficou nua em pêlo no meio da rua. Bêbada, pelada, apanhando do marido, a mulher virou a mesa:
— Você nem homem é! Broxa como é, não dá no couro nem que a vaca tussa! Eu quero é rosetar!

 A multidão rachou de rir por a mulher da banca de frutas chamar o marido de frutinha.

Aproveitando a confusão, a mulher se meteu na garupa de um boda boda (mistura de motoboys e taxistas) e ordenou que ele seguisse o carro do seu amante, que, frouxo pra caralho, saíra de fininho. O sapateiro não desistiu e, na traseira de outro boda boda, partiu atrás da mulher, alcançando-a 500 metros adiante. A galera do deixa-disso teve que intervir levando a mulher para longe do marido que, sem ter mais o que fazer, voltou à lojinha e, para afogar as mágoas, foi cheirar cola de sapateiro.

Não se sabe ao certo se o casal voltou a se reunir depois do barraco, mas o que dizem as más línguas é que a fruteira fez uma feitiçaria para seu marido virar um touro (já que os chifres ele já tinha!).

publicado por Assi Sales às 05:30

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...