o humor e as notícias mais sacanas da web
Quarta-feira, 06 de Junho de 2012

Certo corretor de imóveis, de tanto ler e assistir tolices, chegou à “brilhante” conclusão de que o disparado aumento de baitolas, especialmente em Natal, deve-se a problemas ambientais. Fazendo uso de seus 2 únicos neurônios, ele crê e afirma, com a presunção típica dos abestados que se arrogam sábios, que cerca de 200 mil mulheres “do Natal” (Ué! Se a prefeitura é “do Natal”, todo o mais também é!) tomam anticoncepcional e, quando ficam de cócoras, depositam ovos hormônios no lençol freático. Assim, quando os homens bebem água, saem dando o toba feito doidos. Agora, uma pergunta que não quer calar: Será que o xixi dos homens está causando o surgimento de tanta “sapatão”?


Segundo o descoordenado coordenador do Laboratório de Análises Químicas Ambiental da UNIACAMP (Universidade dos Asnos de Campinas), estudos apontam que contaminantes vêm causando sérios transtornos psicológicos aos organismos aquáticos. Está comprovado, por exemplo, que podem provocar o  pavoneamento de aves e o aviadamento de peixes (...rapaz todo enfeitado / ...é pavão ou é veado – versos de um samba-enredo da Escola de Samba Beija-Flor).


Nos humanos, informa o professor, há indícios de que contaminantes, como o estrógeno, podem provocar mudanças no pendor sexual de homens e mulheres. São componentes como atrazina (que causa comichão atrás) e fenolftaleína (laxante, que desobstrui o toba). A pesquisa da UNIACAMP acusa presença desses contaminantes na água fornecida em várias cidades brasileiras, inclusive Natal. Isso, claro, para o cientista corretor de imóveis, é prova cabal de que há uma relação direta dessa água com o aumento cada vez maior do número de natalenses bibas.


Precedente: A pesquisa constatou a presença de certa substância em todas as amostras coletadas no cano de entrada de imóveis homens gaúchos. A capital gaúcha é a campeã do gay power. Viiixeee!!!

publicado por Assi Sales às 07:00

linkwithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...